Amostra

O objetivo da Pesquisa foi de cobrir toda a população brasileira, acima de 18 anos, moradora do meio urbano, com renda familiar média acima de 1 salário mínimo.

Valor do salário mínimo em 2015 = R$ 788,00

A amostra precisava incluir doadores e não-doadores, uma vez que a investigação é sobre esse tema,

POR ISSO….

Para garantir que a amostra tivesse uma base estatisticamente válida de ambos os grupos, falamos com:

  • 1016 doadores
  • 1214 não-doadores

A formação dessa amostra partiu de:

  • Sorteio a partir de listagem de telefones com 100.000 números (70% celulares e 30% fixos)
  • Listagem compatível com perfil do público-alvo
  • Cidades acima de 2 mil habitantes
  • Sorteio seguiu cotas por região do país, sexo e idade

A amostra foi composta de acordo com a distribuição real da população brasileira segundo o CENSO IBGE 2010, ou seja, as cotas de idade, sexo e região têm a mesma proporção encontrada na população brasileira.

distribuicao-por-regiao

distribuicao-por-genero

distribuicao-por-idade

O critério de distinção entre doadores e não doadores foi doador institucional em dinheiro ou não, durante o ano de 2015.

Consideramos doador institucional aquele que doou dinheiro para:

  • alguma instituição ou organização social
  • obras sociais de igrejas e comunidade
  • grupos organizados
  • campanhas de captação para calamidades

OU SEJA,

Não foi considerada doação válida:

  • dízimo para igrejas
  • mensalidades ou taxas de vinculação com clubes, entidades assistenciais ou sociais
  • esmolas
  • ajuda em dinheiro a pessoas conhecidas

O Fluxo final de entrevistas que determinou a mostra ficou assim:

fluxo

seta-verdeComo temos certeza que esta amostra representa o Brasil?

um-azul

  • A pesquisa quantitativa traduz a realidade numericamente, através das estatísticas que ela fornece.
  • A Estatística Indutiva, “a partir do conhecimento de uma parte, tira conclusões sobe o todo”, portanto, a “amostra” tem a capacidade de representar o “todo”.

dois-azul

  • Ao induzir, isto é, inferir a partir de uma amostra, estamos sujeitos a errar.
  • A Estatística Indutiva nos informa sobre a realidade, a partir de uma amostra dessa realidade, e nos diz com que precisão e com qual probabilidade podemos confiar nessa conclusão.
  • O erro total da pesquisa aqui apresentada é de 2,2% para um Intervalo de Confiança de 95%.

tres-azul

  • Uma boa amostra = boa medida da realidade
  • O que é uma boa amostra? …aquela que representa correta e fielmente o universo (a realidade).
  • Como selecionar uma boa amostra?
  • Sua composição deve refletir o universo (características e proporções).
  • Amostragem: não confunda com Amostra! Trata-se de como os elementos de uma amostra são escolhidos dentro do universo, ou seja, é o processo pelo qual a amostra é selecionada.

quatro-azul

  • A amostra do estudo representa correta e fielmente o universo desejado: população urbana, maior de 18 anos, de NSE A,B ou C porque…
  • ela reproduz as mesmas proporções do Brasil em termos de regiões geográficas, sexo, e idade.
  • foi escolhida de forma aleatória, por sorteio e com o controle de cotas para evitar distorções.
  • foi ponderada através de um duplo processo.

seta-verdePor que usamos cotas e por que foi ponderada?

  • Cotas e Ponderação
    • Por que usar cotas?
      • Para garantir a presença e uma base de leitura (sub-amostra) estatisticamente razoável quando for analisar um segmento/estrato de uma amostra:
      • Homens/mulheres
      • Região geográfica
      • Idades
  • Quando ponderar?
    • Quando as cotas (proporção) em uma amostra não corresponder à sua verdadeira participação (proporção) no universo, é preciso “ajustar” esse peso para calcular os resultados no total, ou seja, calcular o total atribuindo o peso real (verdadeiro) de cada estrato.
    • A leitura dos resultados por estrato pode ser feita sem ponderar, isoladamente.
  • Nesta pesquisa, a ponderação foi feita para:
    • ajustar o resultado total conforme a distribuição populacional do país por região, sexo e idade
    • contemplar a proporção de doador e não- doador institucional
    • verificar se houve alguma distorção em resultados correlacionados a variáveis não proporcionais à população brasileira. (Por exemplo: religião, renda e grau de instrução, uma vez que nossa amostra desconsiderou classes D/E)