IDIS e Fundação BB lançam projeto que vai beneficiar comunidades do Amazonas

Na manhã do dia 10 de março, o IDIS e a Fundação Banco do Brasil lançaram em Manaus o projeto Tecnologias Sociais no Amazonas (TSA), que tem o apoio da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SUSAM) e da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Os municípios de Borba, Nova Olinda do Norte e Itacoatiara vão receber tecnologias para o combate e prevenção de problemas nas áreas de saneamento básico, tratamento de água e saúde, beneficiando cerca de 2 mil famílias ribeirinhas e rurais, com foco especial na primeira infância.

“O projeto vem para diminuir carências muito profundas dessas populações, como a necessidade de tratamento da água e de saneamento e também para combater os casos de diarreia e anemia. São questões fundamentais que precisam ser sanadas para a melhoria de vida das famílias e para o bom desenvolvimento das crianças”, afirma a diretora-presidente do IDIS, Paula Fabiani.

Tecnologias sociais são soluções desenvolvidas com comunidades locais e que resolvem um determinado problema social. Com o sucesso da iniciativa, outras regiões também poderão ser beneficiadas.
A escolha das tecnologias foi feita a partir de diagnóstico preliminar, realizado com a participação das populações locais, que auxiliaram na identificação das demandas e carências dessas comunidades. As práticas escolhidas já integram o Banco de Tecnologias Sociais (BTS), da Fundação BB, que reúne 850 experiências, capazes de gerar efetiva transformação social.

A comunidade de Axinim, que fica no município de Borba está recebendo entre os dias 20 e 24 de março a Tecnologia Social HB, um método que ajuda na rápida identificação e tratamento da anemia ferropriva (deficiência de ferro no organismo) em alunos das escolas da rede pública de municípios brasileiros.

“A reaplicação dessas tecnologias sociais possibilitará melhorias significativas na qualidade de vidas das populações atendidas. A efetividade da reaplicação poderá ampliar a atuação da Fundação BB para outros municípios com características semelhantes”, declarou João Júnior, gerente de Parcerias Estratégicas, Modelagem de Programas e Projeto da Fundação BB.

O evento de lançamento contou também com a presença do superintendente estadual do Banco do Brasil na Amazônia, Dermilson Garcia, da coordenadora estadual de Saúde da Criança (SUSAN), Katherine Benevides, da médica pediatra, especialista e infectologista, docente da Escola Superior de Ciências da Saúde da UEA, Ana Luisa Pacheco, do secretário de saúde de Itacoatiara, Braz Rodrigues e do secretário de Meio Ambiente de Itacoatiara, Lúcio Barros.

Conheça as iniciativas escolhidas pelo projeto “Tecnologias Sociais no Amazonas”:

HB: Tecnologia Social de Combate à Anemia Ferropriva
Trata-se de um método que ajuda na rápida identificação e tratamento da anemia ferropriva em alunos das escolas da rede pública de municípios brasileiros.

SODIS: Desinfecção solar da água
Por meio de mecanismos sinergéticos [simplificar] de radiação UV-A solar e temperatura, esta técnica trata a água para o consumo neutralizando os microorganismos/ bactérias elementos patogênicos causadores de diarreia e doenças relacionadas.

Banheiro Ecológico: saneamento descentralizado para comunidades ribeirinhas
Tem como objetivo, reduzir a contaminação de recursos hídricos, oferecendo solução de saneamento.