Em entrevista à rádio CBN, IDIS analisa relatório da OXFAM sobre concentração de riqueza no mundo

Cinco brasileiros bilionários concentram patrimônio equivalente à renda da metade mais pobre da população do País. A informação faz parte do esperado relatório anual da Oxfam. Divulgado sempre às vésperas do Fórum Mundial Econômico, em Davos, na Suíça, o estudo mostra que o ano de 2017 registrou um recorde de novos bilionários no mundo. Quanto ao Brasil, temos agora mais 12, somando 43 integantes que, juntos,  acumulam US$ 549 bilhões.  Usando dados da revista Forbes e relatórios do Credit Suisse, a Oxfam conclui ainda que o grupo dos 1% dos mais ricos do mundo concentra 82% de toda a riqueza gerada no mundo em 2017 –  e a metade mais pobre da população mundial não obteve nada desse montante.

Em entrevista à rádio CBN, a diretora de Comunicação e Relações Institucionais, Andrea Wolffenbuttel, analisou os dados que comprovam, mais uma vez, o sistema altamente concentrador no qual vivemos;  alertou para a urgência da tomada de consciência pelas classes mais favorecidas; e reforçou o fato de que deve partir delas o movimento por uma divisão de recursos mais equilibrada, que conduza a uma maior justiça social. Desde o ano passado, o IDIS vem trabalhando, com o apoio de Elie Horn e José Luiz Setúbal, na estruturação de uma iniciativa que convoque as camadas mais altas da sociedade a se comprometerem com a doação de uma parcela de suas fortunas para a filantropia.

A entrevista  ao programa Noite Total, da Rádio CBN, pode ser ouvida em http://cbn.globoradio.globo.com/media/audio/154479/ong-defende-que-os-mais-ricos-invistam-em-projetos.htm